Buscar
  • Enfermeira Luísa Amaral

As 6 causas de acidentes de trabalho mais comuns e como evitá-las

Acidentes de trabalho podem ocorrer em empresas dos mais diversos ramos. Esses acidentes geram momentos delicados na relação empregador-empregado, e devido aos transtornos que podem causar, são combatidos intensamente por meio de ações preventivas.


Apesar de serem episódios esporádicos, alguns dos motivos que levam aos acidentes são ações comuns, passíveis de correção. Se você quer conhecer as causas mais frequentes dos acidentes de trabalho e saber como evitá-las, continue a leitura deste post.


1. Negligência relacionada aos EPIs

Os equipamentos de proteção individual são ferramentas criadas para ampliar a segurança dos colaboradores durante a execução de tarefas perigosas. Uma das causas mais comuns dos acidentes de trabalho é a negligência em relação a eles.

Esse comportamento não é oriundo apenas dos trabalhadores. Muitas empresas não dão a devida atenção ao tema e não fornecem todo o aparato necessário de proteção ao trabalhador. É fundamental que a empresa se resguarde de problemas jurídicos oferecendo os EPIs necessários aos funcionários.


2. Falta de uma CIPA

A sigla CIPA significa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Ela foi desenvolvida para englobar os colaboradores na identificação dos problemas relacionados à segurança interna e também para que essa participação se reflita em um maior comprometimento de todos em relação aos acidentes de trabalho.

Sendo assim, a falta de uma CIPA pode fazer com que a incidência de acidentes seja maior.


3. Cansaço e estresse

Colaboradores que trabalham durante longos períodos ou que não fazem pausas para descansotendem a acumular fadiga, que por sua vez reduz a atenção e os reflexos do corpo.

Para evitar acidentes, certifique-se que os funcionários estão cumprindo seus turnos sem excedentes. Os níveis de estresse também influenciam na ocorrência de acidentes, por isso, não descuide do ambiente interno e preocupe-se com a saúde e o bem-estar dos funcionários.


4. Falta de conhecimento técnico

Operadores de máquinas e de ferramentas perigosas precisam ser qualificados para esse tipo de trabalho. Quando funcionários destreinados utilizam esses artefatos, o risco de acidente aumenta exponencialmente.

Sendo assim, evite esse tipo de prática na sua empresa ou no seu setor. Se a sua empresa necessita de um operador capacitado, forneça treinamento adequado a um funcionário da sua confiança ou abra um processo seletivo.


5. Falta de um mapa de riscos

O mapa de riscos não é apenas uma representação gráfica do ambiente de trabalho, ele é um guia para apresentar aos funcionários os locais de maior periculosidade, bem como o tipo de perigo está presente ali.

Muitas vezes os mapas podem não receber a devida atenção, mas é importante que eles estejam disponíveis e que a empresa incentive seus funcionários a consultá-lo.


6. Manutenção de equipamentos

Sem a devida manutenção, até mesmo máquinas e ferramentas inofensivas podem se tornar perigosas. É imprescindível que manutenções periódicas sejam feitas nos equipamentos para que eles sempre funcionem corretamente, reduzindo a exposição aos riscos de operação delas.

Essas são algumas das causas mais comuns de acidentes de trabalho. Lembre-se que a prevenção é sempre a atitude mais sensata e fácil de aplicar.

CNPJ: 12.133.247/0001-65

QI 01 Conjunto "B" Lote 02 Loja 01, Cidade Jardins - Valparaíso de Goiás/GO
atendimento@resgatebrasilia.com.br

(61) 4042.9450

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Google+
  • Branca Ícone Instagram